Por: Bruno Guerra

18 de junho de 2021 Vendas Nenhum Comentário

Se você possui um negócio e quer que ele cresça cada vez mais, é de suma importância que você saiba o que são gatilhos mentais para vendas.

Isso porque, eles são capazes de persuadir clientes em potencial e gerar mais vendas para a sua empresa.

Quer saber como? Então continue acompanhando o artigo e veja as dicas e informações que separamos para você!

O que são gatilhos mentais para vendas?

Basicamente, são estímulos utilizados por empresas e profissionais de marketing ou vendas, para despertar o desejo e o interesse de clientes em potencial em determinados produtos ou serviços.

De maneira simples e objetiva, esses gatilhos ativam no cérebro dos consumidores uma sensação para que eles façam uma ação que você queira, como comprar um produto, contratar um serviço e assim por diante.

Ou seja, ao utilizar os gatilhos mentais você influencia na tomada de decisão de um potencial cliente.

Ok, e quais são os melhores gatilhos mentais para vendas?

Atualmente, existem diversos gatilhos mentais para vendas, porém, nós separamos abaixo apenas os melhores, isto é, os que são mais bem avaliados e utilizados pela maioria das organizações. São eles:

Gatilhos da escassez e da urgência

Estes dois gatilhos, apesar de serem colocados de maneira separada, andam lado e lado, sendo muito utilizados pela maioria das empresas que investem neste tipo de ação. 

E para compreendê-los, reflita sobre a situação abaixo:

Quando estamos interessados em um determinado serviço ou produto e vemos algo como “restam apenas duas unidades no estoque”, “últimas vagas”, “promoção válida só até às 23:59″, etc. a tendência é de agirmos logo, não é verdade?

Afinal, se demorarmos para tomar uma decisão, acabaremos perdendo a chance de adquirir um produto, de conseguir uma vaga, de aproveitar uma promoção, etc.

Pois então, é disso que tratam os gatilhos da escassez e da urgência. 

Se algo é limitado, raro ou está acabando, as pessoas tendem a não pensar muito, pois caso façam isso, podem perder uma grande chance, uma grande oportunidade.

E esses gatilhos, quando bem trabalhados, fazem com que os consumidores saiam da zona de conforto e ajam.

Por isso, se você quer que clientes em potencial comprem mais da sua empresa ou contratem os seus serviços sem pensar duas vezes, invista nesses dois gatilhos, mas claro, de maneira estratégica e bem pensada

Não exagere e nem minta para os clientes, pois se isso acontecer, a sua empresa poderá perder toda a credibilidade.

Gatilho da prova social

Vamos supor que você esteja na rua em busca de um restaurante para almoçar e encontre dois estabelecimentos bem próximos. O primeiro está vazio e o segundo está cheio, com mais de 15 pessoas.

A tendência, claro, é que você vá até este segundo restaurante, afinal, na sua cabeça você automaticamente já pensou “se este restaurante está cheio, é porque ele é bom”, não é verdade?

Agora, e no ambiente online, na internet? Será que este gatilho funciona? Claro!

Vamos supor que você e mais três empresas vendam o mesmo produto ou serviço, porém, só o site da sua organização tem depoimentos e cases de sucesso.

Se um cliente em potencial acessar os sites de todas as empresas, qual tem mais chance de convencê-lo a fechar um negócio: aquele que tem informações básicas a respeito de um produto ou serviço, ou aquele que tem comprovações e pessoas satisfeitas com o produto ou serviço?

É disso que trata o gatilho de prova social. Por meio de evidências, experiências, avaliações e comentários de consumidores, a sua empresa facilita a tomada de decisão de outros clientes, entendeu?

As pessoas, no geral, são influenciadas por outras pessoas, mesmo que não as conheçam diretamente.

Gatilho da reciprocidade

Quando a sua empresa entrega algo de valor para os clientes sem pedir nada em troca, ou ainda, entrega algo a mais do que foi comprado ou contratado, a tendência é que eles queiram retribuir, devolver isso.

Um exemplo simples do dia a dia ajuda a entender esse gatilho. 

Se um amigo te dá uma carona hoje, você se sente “obrigado” a oferecer o mesmo daqui alguns dias ou daqui algumas semanas, não é verdade?

Pois então, é disso que trata o gatilho da reciprocidade. A maioria das pessoas simplesmente não consegue ficar “devendo” para alguém.

Portanto, utilize este gatilho em seus negócios para conquistar a atenção e a confiança dos clientes, e fazer a diferença na vida deles.

Você pode, por exemplo, entregar um conteúdo de valor, um material rico, um e-book, um brinde, um presente… enfim, algo que seja útil e valioso e, assim, os clientes, de alguma forma, sentirão a vontade de devolver, de retribuir aquilo que foi dado.

As chances de uma pessoa comprar e, principalmente, de voltar a comprar, são muito maiores quando se trabalha a reciprocidade. Gere valor e seu cliente retribuirá.

Gatilho da autoridade

Quando vemos uma autoridade, uma pessoa que é referência em um determinado assunto, temos uma forte tendência a respeitar, ouvir, considerar e atender aos conselhos/pedidos que ela faz.

E para entender este gatilho, imagine a seguinte situação:

Vamos supor que você seja dono de uma empresa que oferece o serviço de consultoria empresarial e, frequentemente, você está dando palestras e treinamentos em grandes organizações. 

Além disso, você tem um canal no YouTube em que gera conteúdos de valor e dicas para empresas toda semana.

Se você faz tudo isso e faz bem feito, é porque você é um especialista no assunto e tem conhecimentos necessários para isso.

Logo, quando as pessoas forem entrar em contato com você, elas saberão que estarão falando com uma autoridade, com uma pessoa que domina a área em que atua.

E isso, claro, gera muito mais credibilidade e oportunidades, visto que os clientes confiam e se sentem mais seguros ao fechar um negócio com uma autoridade.

Portanto, invista neste gatilho, posicione-se como autoridade e mostre como você é capaz de ajudar o seu público-alvo.

Agora, conte para a gente, qual desses gatilhos mentais para vendas você achou mais interessante? Além disso, qual ou quais você pretende aplicar em suas próximas ações?

Esperamos que as dicas e informações apresentadas neste artigo tenham lhe ajudado. E caso queira conferir mais conteúdos relevantes para a sua empresa, confira os posts abaixo!