Por: Redação

5 de abril de 2022 Empreendedorismo, Sem categoria Nenhum Comentário
Tempo de Leitura: 5 minutos

Entenda quais são os tipos de CRM e como escolher o melhor para a sua empresa

Você acha que as negociações da sua empresa poderiam ser mais efetivas? Precisa melhorar o relacionamento com os clientes? Está perdendo oportunidades de vendas porque as informações sobre consumidores estão desorganizadas? Então você precisa conhecer os tipos de CRM e implantar um no seu negócio!

O CRM ajuda a profissionalizar e a otimizar a operação comercial de qualquer tipo de organização, seja ela de pequeno, médio ou grande porte. Por isso, há diversas categorias dessa ferramenta para atender a realidades corporativas variadas.

Continue a leitura e descubra quais são os tipos de CRM disponíveis no mercado e como você pode escolher o ideal para potencializar o faturamento da sua companhia.

O que é CRM?

A Gestão do Relacionamento com Clientes ou, em inglês, Customer Relationship Management vai muito além de um software que mensura, armazena e otimiza os processos comerciais.

O CRM é uma ferramenta com poder estratégico imensurável. Ele ajuda a equipe de vendas a resolver problemas, descobrir clientes em potencial, fidelizar clientes antigos e mostrar o valor real da sua marca. Entenda melhor o que essa reunião de práticas envolve:

  • gerenciamento de todas as etapas do funil de vendas;
  • gestão de todos os pontos de contato entre clientes e clientes potenciais e empresa;
  • melhoria da previsão de vendas;
  • mapeamento de conversões;
  • integração entre dados dos clientes e suas atividades relacionadas à organização, como visita ao site, compras realizadas, e-mails enviados, feedbacks etc;
  • aumento da retenção e fidelização de clientes;
  • auxílio no antecipamento de problemas, desejos e necessidades do seu público;
  • ajuda na organização de reuniões e visitas externas;
  • suporte essencial para criação de campanhas digitais.

Ou seja, todos os tipos de CRM melhoram o contato com o cliente e a qualidade das entregas antes, durante e após a venda. Além disso, essa ferramenta promove o aumento de produtividade e eficiência da equipe comercial, logo, potencializa as chances de lucro da corporação.

Independentemente da categoria do CRM, ele tem como foco otimizar processos para fidelizar clientes e vender mais, com menos esforços e gastos de tempo e recursos.

Quais são os tipos de CRM?

Escolher entre um dos tipos de CRM precisa ser uma decisão pensada e com bastante conhecimento do negócio e da sua estratégia corporativa.

Com o objetivo comum de mensurar, organizar, controlar e armazenar o fluxo de relacionamento e melhorar a experiência do cliente, os tipos de CRM se diferenciam pela sua função, aplicação e distribuição.

Vamos entender melhor sobre cada um deles? Prossiga a leitura e aprenda também como definir o melhor CRM para sua empresa.

Tipos de CRM: aplicação

Nessa categoria, os tipos de CRM são separados pela forma de aplicação, ou seja, como eles são colocados em prática no cotidiano empresarial. Eles se dividem entre operacional, analítico, colaborativo e estratégico. 

CRM operacional

Focado nas operações comerciais, esse CRM tem como principal objetivo gerar leads, melhorar a conversão e o serviço de pós-venda.

Ele otimiza e automatiza processos, como os de vendas, de marketing e de serviços. Normalmente é o mais utilizado nas empresas para oferecer um suporte de qualidade e atendimento rápido ao cliente.

O CRM operacional registra históricos de compras e de contato com os consumidores, melhorando, portanto:

  • os processos de Customer Success;
  • a retenção e fidelização de clientes;
  • redução da churn rate (índice de pessoas que deixam de ser clientes)

Além disso, esse tipo apoia a venda ativa, já que fornece todos os dados dos consumidores e atividades diárias para o vendedor negociar com uma maior assertividade.

Ele ainda oferece agendamento, documentação e acompanhamento de follow-up, métricas de conversão, registro de feedbacks de clientes, personalização de funil de vendas, ligações gravadas, captação de toda a interação com o cliente, entre outros.

CRM analítico

Já o CRM analítico auxilia a tomada de decisões e os processos de vendas da empresa. Como? Ele integra e interpreta dados e gera relatórios completos sobre a rotina comercial.

Com muitas funcionalidades analíticas, ele segmenta perfis com base nas compras realizadas, expõe gargalos operacionais, fornece previsão de vendas e mostra a performance da equipe de vendas.

Isto é, o CRM analítico auxilia o gestor de marketing, vendas e de suporte a criar estratégias que foquem na qualidade do atendimento prestado pela organização.

CRM colaborativo

O CRM colaborativo compartilha informações de clientes com diversos colaboradores, possibilitando a integração entre setores diferentes, como marketing e vendas.

Por exemplo, de acordo com os feedbacks enviados à empresa, a área de marketing usa as informações para criar campanhas que falem diretamente com o público-alvo do negócio ou então para qualificar melhor os leads e prospects. 

O software de CRM instalado na nuvem possibilita a colaboração em tempo real e com acesso remoto. Além disso, ele aprimora as ações estratégias da organização e promove tomada de decisões mais assertivas e coerentes com o cenário atual.

Veja mais funcionalidades de integração e registro que o CRM colaborativo possui:

  • orçamentos;
  • emissão de faturas;
  • operações administrativas;
  • informações completas sobre os clientes e os vendedores;
  • criação de funis de marketing e vendas.

CRM estratégico

Ele é o CRM mais completo e eficiente que existe, pois o CRM estratégico une todas as funcionalidades do operacional, analítico e colaborativo. Ou seja, ele possibilita toda uma visão estratégica das operações realizadas.

Com ele, a equipe consegue prever vendas com maior precisão, entender os pontos fracos dos processos estabelecidos, planejar ações de marketing mais assertivas, segmentar clientes e muitas outras funções.

E mais:

  • análise de KPIs importantes para a área de vendas, suporte e marketing;
  • quantidade de leads captados;
  • reuniões marcadas e realizadas;
  • número de conversões;
  • entre outras.

Tipos de CRM: distribuição

Agora, vamos falar sobre os tipos de CRM que se referem ao modo como são distribuídos.

  • CRM online: hospedado na nuvem, ele possibilita acesso de qualquer lugar e a qualquer momento. Alguns CRM desse tipo permitem até a sincronização de dados offline. Ou seja, as informações ficam seguras e são facilmente compartilhadas.
  • CRM on-premise: chamado também de CRM de plataforma ou no local, ele é hospedado no servidor da empresa, sendo acessado apenas pela rede local. Geralmente tem custo de instalação mais alto e necessita de equipe de TI.

Tipos de CRM: função

Já essa última classificação dos tipos de CRM é dividida por funções ou setores de marketing, vendas e suporte. Entenda melhor:

  • CRM marketing: pensado para personalizar a comunicação com os clientes por meio de ações e campanhas da equipe de marketing. É excelente para ser usado na pré-venda, captar leads e prospects e automatizar tarefas.
  • CRM vendas: ele automatiza os processos de vendas para ajudar os vendedores a terem bons argumentos durante a negociação, com dados relevantes sobre os clientes. Esse CRM organiza e integra dados e otimiza operações comerciais.
  • CRM suporte: esse CRM é usado no pós-venda com foco em fidelizar clientes e entender os seus problemas e as suas dificuldades com o produto ou o serviço.

Como escolher um CRM?

Percebeu que um CRM completo precisa atender a todas as necessidades da sua empresa, não é mesmo? Para que você entenda em qual tipo investir, antes de mais nada, analise a operação dele e a capacidade analítica dos dados.

Depois, é preciso que a empresa invista em uma cultura de trabalho colaborativa para que o software de CRM seja utilizado na sua máxima potencialidade na estratégia corporativa.

Por fim, faça testes gratuitos de CRM que atendam os objetivos e o orçamento do seu negócio.

Os tipos de CRM disponíveis no mercado são essenciais para que todas as etapas do fluxo de vendas e de marketing sejam realizadas com sucesso e de modo mais ágil e certeiro.

Este artigo foi escrito por Júlio Paulillo, Co-founder e CRO do Agendor, uma plataforma de CRM que atua como um assistente pessoal para equipes de vendas, dando visibilidade e controle na gestão desde o primeiro dia de uso.