Por: Bruno Guerra

14 de outubro de 2020 Sem categoria Nenhum Comentário

O que você, consumidor e/ou dono de empresa, espera da Black Friday 2020? Muitas vendas? Muitas compras? Ou nada disso?

O fato é que a edição deste ano da Black Friday será diferente de todas as outras, principalmente, claro, por conta da pandemia de coronavírus

Porém, não só isso, ela será também muito mais digital, afinal, apesar das medidas recentes de flexibilização, muitos consumidores ainda estão evitando sair de suas casas e, por isso, comprar só se for online!

Inclusive, para você ter uma ideia, no ano de 2019, o e-commerce faturou na Black Friday mais de R$ 3 bilhões, de acordo com números da Ebit|Nielsen. 

Sendo assim, levando em conta o atual cenário causado pela covid-19, o que esperar da Black Friday 2020? 

Black Friday 2020: cenário e expectativas

Originária dos Estados Unidos, a Black Friday chegou ao Brasil em 2010 e desde então é realizada na última sexta-feira do mês de novembro. 

Portanto, a edição deste ano ocorrerá no dia 27! Até lá, dá para as empresas e os consumidores se preparem bem para este período de ofertas e descontos.

E, apesar da crise e dos problemas gerados pela pandemia, a data está sendo vista por muitas pessoas e empresas como uma grande oportunidade, principalmente para comprar produtos mais baratos e tentar equilibrar as contas após um ano difícil (caso de muitas organizações).

Mudanças nos hábitos de consumo

Como foi visto nos últimos meses, os hábitos de consumo de muitos brasileiros mudaram por causa da pandemia e as compras online (que já vinham crescendo nos últimos anos) tiveram um grande aumento nos últimos meses.

Destaque para os setores de Casa e Móveis, Moda e Acessórios, Telefonia e Celulares, Informática, Livros e Revistas, e Comidas e Bebidas.

Ou seja, apesar das dificuldades, muitas empresas, ou melhor, muitos setores, conseguiram continuar vendendo graças à internet – o que mostra o quão importante ela é nos dias de hoje e para o futuro também.

A transformação digital já é realidade e as empresas que não se adaptarem a isso, possivelmente ficarão para trás.

Como se preparar para a Black Friday 2020 (para empresas)

Experiência do consumidor

Seja em lojas físicas ou lojas online, a experiência do consumidor precisa ser incrível e precisa ir muito além do preço. 

Tenha em mente que essa temporada de vendas é uma ótima maneira de atrair clientes novos e de fidelizar aqueles que já compram de sua empresa.

Portanto, para isso, é fundamental proporcionar uma ótima experiência às pessoas! 

Por exemplo, a sua empresa deve:

  • Ter um site rápido, seguro, fácil de usar e responsivo, isto é, que funcione bem em computadores, notebooks, celulares e tablets;
  • Disponibilizar informações claras e relevantes a respeito dos produtos/serviços;
  • Ser transparente em relação aos prazos e as condições;
  • Oferecer diferentes formas de pagamento, incluindo o parcelamento e juros mais flexíveis;
  • Oferecer ajuda em caso de dúvidas ou problemas;
  • Ser ágil nas tratativas com os clientes;
  • Oferecer cupons e/ou cashbacks
  • Etc.

Tudo isso faz com que a experiência do consumidor seja melhor.

Uso inteligente de mídias

Na internet, mais especificamente no marketing digital, existem inúmeras estratégias para investir. Site, blog, e-mail marketing, redes sociais, anúncios, landing pages

Portanto, para aproveitar a Black Friday da melhor maneira, faça o uso inteligente dessas mídias. Avalie qual ou quais canais serão mais interessantes para o período e dedique seus esforços a eles!

Dessa forma, você poderá criar campanhas muito mais segmentadas e assertivas.

Seleção de produtos

Para conseguir mais vendas na Black Friday deste ano, a sua empresa não precisa dar desconto em tudo que vende. O interessante, na verdade, é selecionar alguns produtos (aqueles com melhor margem de lucro e claro, que estão em alta) e investir neles em suas divulgações.

Faça escolhas de maneira estratégica e não de maneira aleatória. Avalie a realidade dos consumidores e de seu público-alvo. Quais produtos eles mais estão precisando?

Ofertas reais

Toda vez que a Black Friday está chegando no Brasil surge aquela velha história de “Black Fraude” ou “tudo pela metade do dobro”. E, de fato, muitas empresas faziam (ou ainda fazem isso), de modo a tentar enganar o consumidor.

No entanto, além de ser errado, hoje em dia é muito fácil saber quanto estava custando um produto X ou Y, e se o desconto é realmente verdadeiro.

Por exemplo, há diversos sites, aplicativos e extensões do Google Chrome que fazem essas análises e comparações, como o Buscapé. 

Portanto, ao investir na Black Friday deste ano, ofereça ofertas e descontos reais, que de fato possam ser interessantes para possíveis compradores. Não tente enganá-los, pois a sua empresa pode até mesmo “se queimar” com isso. Coisa que você não quer, certo?

Logística

Se as suas estratégias para a Black Friday 2020 forem bem planejadas e colocadas em prática da maneira certa, com certeza o número de vendas aumentará.

Portanto, é importante avaliar com uma certa antecedência soluções adicionais referentes à logística, afinal, haverá um volume maior de pedidos e a sua empresa precisa estar preparada para dar conta disso.

Time de vendas

Assim como a questão logística, o time de vendas também precisa estar preparado para esse volume maior de pedidos. Por isso, é importante que eles sejam orientados e passem por alguns treinamentos para que assim tudo saia sem grandes problemas.

Como se preparar para a Black Friday 2020 (para consumidores)

Físico ou online?

Procure fazer compras pelo meio online, principalmente porque será mais cômodo, prático e seguro – afinal, a pandemia ainda não acabou. Além do mais, as condições e ofertas serão praticamente as mesmas, se não melhores no ambiente digital.

Pesquisa com antecedência

Para não ser enganado (a) e pegar uma promoção “maquiada”, a primeira ação que você deve fazer é pesquisar com antecedência o que você quer. Dessa forma, você terá uma boa noção de preço e saberá se a oferta está, de fato, valendo a pena ou não.

Inclusive, você pode até montar uma lista ou uma planilha para deixar anotado informações importantes sobre o que você quer, por exemplo, a data que você fez a pesquisa, qual era o preço do produto e em quais lojas estava disponível.

Além disso, quando for comprar algo, leia as informações/descrições com atenção e tenha cuidado com as “entrelinhas”. Às vezes há um ótimo desconto em um produto, mas na verdade, ele é apenas para quem paga à vista.

Muita atenção

Quando chegar o dia da Black Friday (27) ou até mesmo a semana em que ela ocorre – já que muitas lojas começam a oferecer descontos antes -, tenha muita atenção e desconfie de “super ofertas”. 

Por exemplo, uma televisão que antes custava R$ 4.200,000, estar sendo vendida por R$ 1.999,00. Estranho, certo? Cuidado com os golpes que podem existir.

Além disso, evite comprar em sites desconhecidos e que não tenham o https (protocolo de segurança).

Controle

Como sabemos, este ano de 2020 está sendo bastante atípico e muitas empresas e pessoas enfrentaram (ou ainda estão enfrentando) problemas financeiros.

Por isso, tenha controle na Black Friday e não compre nada por impulso. É difícil, nós sabemos, mas pare e pense, será que eu realmente preciso deste produto?

Dessa forma, seguindo as dicas deste artigo, você, consumidor e/ou dono de empresa, estará muito mais preparado (a) para a Black Friday 2020!