Por: Redação

18 de maio de 2021 Negócios Nenhum Comentário

Se você está pensando em empreender, este artigo é especialmente para você. Mas mesmo que você já empreenda, ainda dá tempo de fazer uma análise de concorrência, uma prática recomendada para aqueles que buscam se destacar ao lançar um novo negócio no mercado.

Quando falamos sobre se destacar no mercado, não nos referimos somente a boas ações de marketing, mas sim a ter um diferencial que mostre que seu produto ou serviço é realmente relevante quando comparado com a concorrência que atua no mesmo nicho que você.

Para isso, antes de pensar em empreender, vale a pena fazer este estudo, afinal de contas, como se destacar em um mercado pouco conhecido?

Sendo assim, conheça a seguir os principais benefícios da análise da concorrência!

Análise da concorrência: como fazer e principais benefícios

Saiba quem são seus concorrentes diretos e indiretos

Definir quais são seus concorrentes é o primeiro passo. Isso te ajudará a reconhecer quem faz parte do mercado que você quer se inserir.

Conhecendo as marcas, perceberá como elas estão se posicionando frente ao público, mas também como são os seus produtos ou serviços.

Aqui, existem dois grandes benefícios: saber qual o diferencial que eles oferecem enquanto marca, produto ou serviço e saber sua posição entre eles quando compramos principais fatores, como por exemplo, preço e qualidade.

Além disso, lembre-se de considerar tanto os concorrentes diretos, aqueles que atendem o mesmo público, na mesma região com um produto ou serviço bem similar ao seu, quanto os concorrentes indiretos, aqueles que impactam seu público e sua atuação de certa forma.

Entenda quem é o público

Uma maneira de conhecer o público é saber quais suas preferências, necessidades e comportamentos, além das informações básicas como gênero, região, idade, etc.

O benefício aqui é poder construir uma narrativa que converse com o público que você quer atingir, mas também em desenhar um produto que atenda às necessidades deste grupo de pessoas, o que já faz parte da criação de proposta de valor do seu negócio.

Lembrando que o mapeamento do público e a métrica que mede o quão engajado ele está no consumo dos seus produtos pode e deve ser mantido depois que ele se tornar um novo cliente.

E para isso, você pode fazer usar um CRM, que traz inúmeros benefícios, inclusive, automatizações e comunicações direcionadas por público específico, gerando impacto certo nas vendas.

Conheça as boas práticas e esteja atento as falhas

Já ouviu a frase “esteja perto dos amigos e mais perto ainda dos inimigos”? Essa frase quer dizer que, para entrar numa guerra, é importante conhecer seus oponentes. Não basta saber quem são, você deve saber o que eles fazem de certo e, principalmente, de errado.

As falhas dos concorrentes é um alerta para saber o que você deve evitar ao empreender um novo negócio, ainda mais se puder analisar a reação do público. Isso pode ser uma análise de comunicação, mas também do próprio produto ofertado.

Um exemplo é saber quais produtos menos saem do seu concorrente e entender o porquê, podendo ser preço, qualidade, design, relevância etc.

Mas também é bom reconhecer quais são as boas práticas que seus concorrentes estão fazendo e que está surtindo um efeito positivo, podendo ser este um norte para começar seu caminho.

Análise de métodos e ferramentas

Além da comunicação, algo bem importante para reconhecer o posicionamento de cada marca, você deve considerar os métodos de marketing, vendas e atendimento que seus concorrentes praticam.

Uma maneira de saber o quão eles estão sólidos a estes métodos é fazer uma análise também das ferramentas que utilizam, como por exemplo, para melhorar o tráfego do seu site ou gerar maior engajamento em anúncios.

Também vale uma análise para saber quais parcerias seus concorrentes têm e qual o impacto positivo nos negócios a partir dessas relações, podendo conhecer oportunidades de fazer parcerias que conversem com a proposta de valor do seu produto e que acaba automaticamente atraindo o público-alvo que naturalmente consome o que você comercializa.

E, apesar do mercado não ser uma guerra, as regras são bem parecidas. Ainda mais se você quer atuar de maneira estratégica.

O fato é que conhecer seus oponentes te dará mais visibilidade das oportunidades que terá ao empreender e expor seus produtos ou serviços ao público.

Portanto, aprenda com quem sabe, não cometa os mesmos erros e sempre que puder, refaça essa análise da concorrência, afinal de contas, o mundo segue numa mudança constante e o conselho aqui é sempre acompanhar isso.