Por: Bruno Guerra

3 de novembro de 2020 Marketing Digital, Negócios Nenhum Comentário

No artigo de hoje você vai descobrir como ter uma segmentação de usuários mais precisa para fazer com que o seu negócio cresça mais a cada dia na internet.

Afinal, a divisão do público é essencial para que você seja capaz de entender os números, criar conteúdos, desenvolver campanhas e muito mais!

Sendo assim, continue acompanhando a leitura para saber mais sobre a segmentação de usuários.

5 etapas essenciais para fazer sua segmentação de usuários

1. Comece com as informações mais básicas 

Antes de segmentar o público ou mesmo de começar a buscar informações para definir grupos de pessoas, é interessante ter em mãos os dados mais básicos. 

Dessa forma, você precisa começar a colher as informações mais simples, para ter uma ideia geral de quem é a sua persona ou público-alvo. 

Assim, analisando o seu negócio e nicho, é preciso ter em mãos dados com: 

  • Idade média dos usuários; 
  • De onde vem a maior parte dos acessos online; 
  • Número de mulheres e homens que acessam as páginas; 
  • Quais são as páginas ou produtos que têm mais cliques; 
  • Áreas com maior engajamento, etc. 

De início, essas informações vão permitir que você dê os primeiros passos para construir um negócio mais sólido, facilitam a criação de anúncios e outros investimentos e ainda são a base para tudo o que está por vir. 

2. Para ter uma segmentação de usuários mais precisa, você deve fazer pesquisas de campo 

As pesquisas de campo têm como principal objetivo garantir que você recolha o máximo de informações possíveis sobre o seu público. 

Inclusive, ela pode ser feita quando você já tem as informações básicas ou mesmo para fazer essa primeira identificação de usuários. 

Porém, ao contrário do que alguns iniciantes fazem, é essencial que a sua pesquisa seja direta e simples, fácil de responder e que leve poucos segundos. 

Isso porque, o público não está interessado em muito tempo respondendo um questionário, a não ser que vá ganhar alguma coisa em troca disso.

Uma das dicas mais interessantes é aproveitar as redes sociais, que são áreas focadas em engajamento e que possuem uma série de ferramentas importantes. 

Por exemplo, você pode utilizar os stories do Instagram para criar enquetes simples, com apenas duas opções de respostas. 

Por outro lado, ao fazer um curso de marketing digital, por exemplo, você também pode aprender a desenvolver uma pesquisa de campo no seu site ou blog. 

Enfim, a pesquisa pode ser feita de diversas formas e em vários formatos, mas deve ser feita para que você seja capaz de ir recolhendo mais informações do seu público. 

Vá anotando todos os dados em uma planilha. 

É interessante pensar que as pesquisas devem conter informações fáceis de montar uma persona. 

Na enquete, por exemplo, você pode colocar opções específicas de idade, para ver os diferentes grupos etários que conferem a sua página. 

3. Crie um grupo ou página de rede para ter uma segmentação de usuários mais precisa 

Para os iniciantes de um negócio online, ter um grupo ou página de discussão sempre parece algo difícil e que demanda muito tempo e ação. Mas não precisa ser exatamente assim. 

Com um bom planejamento de ação, você será capaz de definir passos estratégicos para nutrir o grupo e fazer com que os usuários tenham interesse em estar ali e se comunicar. 

Pensando nisso, é importante fazer um bom planejamento antes de sair por aí criando uma página sem ter o que postar nela. 

Agora com a página criada, você terá uma ótima fonte de pesquisa de dados para segmentação de público. 

O ideal aqui é incentivar a comunicação básica, simples, tratando de diversos tipos de assuntos que vão além do seu negócio, ainda que esse seja um interesse em comum. 

Dessa maneira, você será capaz de entender como esses grupos se comunicam, notar as diferentes formas de linguagem e conhecer outros interesses. 

Logo, todas essas informações vão compor a sua planilha de dados e serão de extrema importância para os seus próximos passos. 

4. Defina alguns perfis de público 

Depois de recolher todas as informações dos três tópicos anteriores, você será capaz de criar alguns perfis interessantes baseados nesses dados. 

Ao criar esses perfis, você começa a entender um pouco mais sobre comportamento e estilo, o que torna a compreensão sobre o que o outro quer mais fácil e rápida. 

Inicialmente, tente formar perfis que sejam mais gerais, mas sempre percorrendo todas as informações coletadas. 

Suponha que você atue no nicho de emagrecimento, já tenha colocado algumas campanhas pagas no ar e agora tenha começado a segmentar mais os seus seguidores das redes sociais.

Ao fazer algumas pesquisas, você descobriu que:

  • Uma parte do seu público tem entre 16 e 23 anos; 
  • Outra parte do seu público tem entre 25 e 40 anos; 
  • Alguns usuários querem emagrecer sem precisar ir para a academia; 
  • Alguns querem descobrir como emagrecer apenas com dietas prontas; 
  • Existe uma pequena parcela do público que tem algum problema de saúde, como diabetes e hipertensão; 
  • A maior parte das pessoas está apenas em sobrepeso e uma pequena parte pode ser definida como obesa; 
  • Grande parte dos usuários não tem apoio dos amigos e familiares; 
  • Existem muitos problemas de autoestima, confiança e estabilidade emocional relacionados ao peso, etc. 

Dessa forma, dá para dividir em dois grandes grupos de faixa etária e dois grandes grupos que querem apenas emagrecer e outros que querem emagrecer de maneira saudável. 

Além disso, ainda há os últimos quatro dados, que são informações muito importantes relacionadas ao estilo de vida e comportamento do seu público-alvo.

5. A regra é fazer testes 

Por fim, algo de suma importância que há em grande parte das estratégias de marketing digital é pegar as informações que você possui e utilizar a favor do seu negócio por meio de testes.

Portanto, você precisa testar esses dados através de conteúdos de qualidade, novas campanhas, pesquisas, engajamento e quaisquer outras estratégias online. 

Assim, é possível confirmar (ou não) esses dados e melhorar a sua atuação junto ao público que acompanha suas ideias. 

Ficou mais claro agora? Você tem alguma dúvida ou gostaria de saber algo mais sobre o tema? 

Comente aqui embaixo ou aproveite para compartilhar as suas dicas e experiências com nossos leitores. 

Inclusive, se tiver alguma dica extra do que gostaria de ver aqui na página, não deixe de comentar. Até o próximo post!