Por: Redação

1 de outubro de 2021 Datas Sazonais Nenhum Comentário

A Black Friday é um período muito aguardado pelos brasileiros que desejam comprar algum bem por um preço menor. No entanto, é importante saber como economizar na Black Friday para não extrapolar nas compras e nem cair nos falsos descontos.

Afinal, como já foi observado, uma prática que se tornou rotineira foram estabelecimentos que aumentavam o preço dos produtos dias antes da Black Friday, e na data diminuíam o preço para que os consumidores pensassem que estavam economizando. 

Além do mais, já teve até mesmo empresas que subiam o valor dos produtos no dia da Black Friday e os consumidores pagavam ainda mais pelos produtos…

Por isso, é importante estar atento para saber como economizar, de fato, nesse período!

Dicas para economizar na black friday

Monitore o valor dos produtos

Uma das formas de economizar na Black Friday deste ano, é monitorar previamente os preços dos produtos que você deseja comprar.

A Black Friday, normalmente, ocorre no final de novembro, e algumas lojas sobem o preço no início do mês para baixar o valor no dia do evento. 

Portanto, fique atento: você pode monitorar olhando diariamente os preços em lojas que você deseja comprar ou utilizar sites comparadores de preços.

Você pode também fazer esse monitoramento por meio de sites de descontos e aproveitar para buscar por cupons de desconto da Fastshop, cupons de desconto de Amazon, cupons de desconto das Casas Bahia e muito mais.

Planeje- se previamente para as compras

Outra dica para você economizar na Black Friday deste ano, é se planejar previamente para que não gaste mais dinheiro do que pode e acabar ficando no vermelho. 

Lembre-se: a Black Friday ocorre no penúltimo mês do ano, e em seguida vem gastos com Natal, escola, IPTU, IPVA, etc. 

Sendo assim, planejar- se é uma das formas de economizar na Black Friday. 

Ademais, uma boa saída para economizar é adiantar as compras dos presentes de Natal, por exemplo, assim você poderá gastar menos no valor dos presentes.

Não compre por impulso

Definir prioridades e quanto você pode gastar, é outra dica de suma importância para não sair fazendo compras por impulso e comprometer seu orçamento.

Inicie as compras cedo

A partir da meia-noite de quinta para sexta (dia 26), já é considerado Black Friday.

Sendo assim, outra forma de você economizar é começar a comprar já a partir deste horário ou nas primeiras horas do dia, iniciando com uma pesquisa criteriosa.

Dessa forma, você poderá garantir boas compras.

Normalmente, os eletrodomésticos têm uma redução de cerca de 20%, enquanto roupas, móveis, bebidas, alimentos, tem redução de até 50%.

Estruture uma lista de compras

Estruturar uma lista de compras elencando as prioridades é importante para comprar o necessário, e também é umas das formas de economizar na Black Friday. 

Afinal, a lista permite que você não caia na tentação de comprar produtos só porque estão com um preço bom, sendo que não é necessário para você naquele momento e nem prioridade.

Defina um valor máximo de gastos

Definir um valor máximo de gastos é outra importante dica para você economizar na Black Friday.

E sabe por quê? Porque você fez o planejamento financeiro e sabe quanto pode gastar, quais são suas prioridades de compras e, assim, não exceder no limite de compras.

Desse modo, você pode definir quanto pretende gastar e quanto pode deixar como um valor extra para compras que não são prioridades.

Além disso, esse valor pode ser definido de acordo com suas pesquisas. Procure gastar menos do que o valor determinado.

Lembre-se do frete

No momento da compra, você pode encontrar um item com um valor muito atrativo, contudo, é importante analisar o frete, pois ele pode ser realizado por terceiros e não pela loja, de modo a resultar em um valor alto. 

Às vezes, ele pode ser até mesmo maior que o valor do produto, por isso, antes de finalizar a compra, não esqueça de analisar o valor do frete.

Lembre-se do cashback

O cashback é algo cada vez mais requisitado por compradores e, basicamente, ele está relacionado a quando você compra um item e parte do valor dele retorna para você. 

Atualmente, as próprias lojas, cartões de créditos, sites e aplicativos oferecem a possibilidade de cashback, que se configura como uma boa oportunidade de economizar na Black Friday.

Use cupons de desconto

Em tempos de Black Friday, é comum encontrar cupons de descontos em sites, em páginas, em redes sociais e com influenciados digitais (nos últimos anos, muitas empresas têm investido nesta estratégia de divulgação).

Portanto, para conseguir pagar menos no que você quer, não deixe de verificar se há algum cupom de desconto disponível.

Siga as lojas nas redes sociais

Por meio das redes sociais é possível acessar as ofertas dos estabelecimentos, então, acompanhar as lojas que você pretende comprar na Black Friday, semanas antes desse evento, assim como no dia, é essencial. 

Primeiro, porque as lojas podem fazer um esquenta da Black Friday e diminuir os preços antes, assim como no dia Black Friday postar nas redes sociais as ofertas por tempo limitado.

Desconfie de produtos muito baratos

Em situações em que o produto se encontra em um valor tão baixo, que se torna quase que irresistível, é importante ficar atento a duas possibilidades:

Primeiro: isso pode ser um golpe virtual, em que golpistas montam um site com promoções muito atrativas, porém falsas. Então, analise a reputação do estabelecimento se você nunca comprou antes.

E segundo, é importante verificar mais uma vez a reputação da loja, assim como o produto, pois ele pode ser menor do que parece ou vir danificado.

Fotografe a tela em todos os momentos da compra

Tirar foto da tela enquanto realiza uma compra online é uma forma de garantir provas, se ocorrer alguma cobrança indevida ou adicional, se o item comprado não corresponder ao anúncio, e servirá em situações em que o consumidor não recebe o produto comprado.

Além disso, é importante guardar e-mails de confirmação da compra e e-mails confirmando o pagamento. 

E caso ocorra algum problema, é indicado que o cliente negocie diretamente com o estabelecimento comercial. Agora, se não resolver, tente estorno no cartão de crédito e, por último, procure o Procon.

Pague com o cartão de crédito

A melhor alternativa de pagamento das compras da Black Friday é por meio de cartão de crédito, uma vez que essa forma de pagamento protege o consumidor de cair em golpes, pois permite que o mesmo cancele, ou seja, estorne o valor da compra se o item comprado não corresponder ao anúncio ou não chegar.

Além disso, fique atento a sites que só oferecem a opção de pagamento através de boleto bancário.

Conheça as políticas de devolução e troca das lojas

Por fim, conheça as políticas de devolução e troca das lojas, para garantir que se ocorrer algum problema com o item comprado na Black Friday, você possa devolvê-lo ou trocá-lo.

E para isso, pesquise a reputação da loja, assim como sobre suas políticas de troca e devolução!